Manga destrata presidenta do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Sorocaba

Nota de repúdio



Aos gritos de “Candidata do PSOL”, o prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga (Republicanos), foi extremamente grosseiro no tratamento dado à presidenta do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), Emanuela Barros, tentando partidarizar sua abordagem legítima, ocorrida nesta terça-feira, 1.º de fevereiro, em que compareceu à Câmara Municipal para cobrar providências sobre as ameaças que as Conselheiras vêm sofrendo.


O prefeito bolsonarista reagiu de forma extremamente machista tentando deslegitimar a luta do Conselho, do qual nosso Sindicato faz parte. “Ela é candidata a vereadora do PSOL e tá fazendo barulho”, expressou de forma irônica, após “puxar” aplausos de um grupo de homens que o cercava.


Manga fez o que os machistas costumam fazer. Apoiado por homens, muitos deles com cargo de confiança sob sua indicação, gritou, ironizou e inflamou as pessoas com intuito de intimidar e calar uma mulher. É a mesma estratégia utilizada por seu líder, Jair Bolsonaro.


O Sindicato das Trabalhadoras e trabalhadores no Vestuário de Sorocaba e Região repudia tal atitude, que, certamente, não condiz com a postura esperada de um mandatário que chefia o poder executivo de um dos mais importantes municípios do Estado de São Paulo.


Da mesma forma, exigimos que seu gabinete conceda, em caráter de urgência, uma audiência ao Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, órgão cujas conselheiras estão sob constantes ataques. Vale destacar que elas foram ameaçadas recentemente com uma bala de fuzil encontrada em um armário enviado à sede do Conselho, uma repartição pública, sob responsabilidade da prefeitura.


A violência contra as mulheres tem inúmeras faces. Uma delas é a política. Num estado democrático e de direitos, é inadmissível que um prefeito use de suas atribuições para desvirtuar o caso, ao invés de cobrar urgência na apuração dos fatos.


Mexeu com uma, mexeu com todas!


Sorocaba, 2 de fevereiro de 2022,


Paula Proença,

Presidenta.