Mulheres: Movimento aguarda anúncio oficial de que a DDM de Sorocaba funcionará 24 horas


Sindicato do Vestuário participou da luta pela garantia do atendimento às vítimas de violência O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Sorocaba, assim como diversas entidades sociais e sindicais, vem travando uma intensa luta pelo funcionamento ininterrupto da Delegacia de Defesa da Mulher. Depois de vários protestos e manifestos assinados por diversos segmentos da sociedade, a reivindicação parece ter sido atendida. Contudo, falta o anúncio oficial dos responsáveis pela DDM Sorocaba. A presidenta do CMDM se manifestou nas redes sociais: “A abertura da DDM 24 horas é uma luta histórica do movimento de mulheres. O conselho dos Direitos da mulher de Sorocaba luta por isso e fez inclusive essa manifestação no dia 8 de dezembro passado chamando a atenção para essa questão. A informação de que Sorocaba terá a primeira Delegacia da Mulher 24 horas precisa ser oficial, mas é uma vitória do movimento de mulheres. A nós pouco importa quem quer levar o louro político sobre esse fato. Queremos apenas que isso seja uma realidade, para que as mulheres vítimas de violência tenham um atendimento especializado, humanizado ininterrupto e de qualidade. Nossa luta continua, enfatizou a advogada Emanuela Barros”. Paula Proença, presidenta do Sindicato, avalia que, se confirmada, a abertura 24 horas da DDM representa uma oportunidade para centenas de mulheres. “A maioria das agressões em ambiente domiciliar acontecem fora do horário comercial. As vítimas são obrigadas a esperar muito tempo para fazer a denúncia e isso é muito cruel para as mulheres agredidas. Em muitos casos, tal fato pode até custar uma vida”. Nesta segunda-feira, 21, o CDM publicou um manifesto exigindo a abertura 24 horas da DDM e explicando as razões da reivindicação.

Leia o MANIFESTO