Sindicato do Vestuário de Sorocaba

Imagens da luta
Endereço

Rua Júlio Hanser, nº 140 – Sala 01 – Jardim Faculdade – Sorocaba/SP.  CEP:18030-320

Fone: (15) 3222•2122

         

 

Celular/Whatsapp: (15) 99119•7574

E-mail: stivestuariosor@uol.com.br

Encontre-nos

Novo desenvolvimento/atualizações: Associação Participi de Comunicação Cidadão
Profissionais responsáveis: João Andrade || Giovani Vieira Miranda

MDA/CNT: Haddad dispara para 25,2% e ganha no segundo turno de Bolsonaro

October 1, 2018

Candidato do PT vai a 25,2%, enquanto Bolsonaro mantém os 28,2% já apresentados na pesquisa anterior, segundo levantamento MDA/CNT para o primeiro turno eleitoral

 

 

 

 

 

 

Os candidatos Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) aparecem pela primeira vez em situação de empate técnico, segundo pesquisa divulgada neste domingo (30). Se a eleição fosse hoje, Haddad contaria com 25,2% dos votos, enquanto Bolsonaro teria 28,2%. O levantamento foi realizado pelo Instituto MDA para a Confederação Nacional de Transportes (CNT) nos dias 27 e 28 (quinta e sexta-feira) com 2.002 entrevistados de 137 municípios em 25 estados.

 

O empate técnico ocorre porque a diferença entre os dois candidatos está dentro da margem de erro de 2,2 pontos para mais, ou para menos.

 

A pesquisa também mostra Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e Marina Silva nas posições seguintes, com respectivamente 9,4%, 7,3% e 2,6% - números que confirmam mais uma vez a situação de dificuldades para Marina e Alckmin, que não conseguiram estabelecer um diálogo com o eleitor. Já o candidato

do PDT segue relativamente estabilizado na preferência do eleitorado, com um capital político que pode migrar para Haddad no segundo turno.

 

Na pesquisa anterior do MDA, de 17 de setembro, Ciro contava com 10,8%. Naquele momento, Bolsonaro liderava com os mesmos 28,2%, enquantoHaddad trazia 17,6%.

 

Segundo Turno
O levantamento também mostra que Bolsonaro perderia para Haddad no segundo turno. Haddad teria 42,7% da preferência do eleitorado, e Bolsonaro, 37,3%. Bolsonaro também perderia em eventual segundo turno para Marina e Ciro, e só ganharia de Alckmin.
Please reload