Sorocaba: Servidores municipais conquistam reajuste salarial após greve


Desde quarta-feira, 25, em greve, os servidores públicos municipais de Votorantim conseguiram negociação com a prefeitura e encerraram a paralisação na manhã desta sexta-feira, 27, em assembleia com o sindicato dos servidores da CUT-SP.


Os 2600 trabalhadores, que compõem a base, conquistaram 2,68% de reajuste salarial a partir de maio e mais 2% a partir de outubro. Conforme explica o presidente do sindicato, Silvio Cavalheiro Ribeiro, será reajustado também o ticket. De R$ 464 passará a R$ 511 (10%) a partir de maio e sobe para R$ 535 a partir de outubro. Além disso, os servidores terão aumento de 10% na diária de viagem.


De acordo com o coordenador da subsede de Sorocaba da CUT-SP, Ademilson Terto da Silva, a conquista do reajuste salarial e do vale-compra apenas ocorreu devido à mobilização dos trabalhadores. “Tenho certeza de que o prefeito (Fernando Oliveira (DEM)) só aceitou negociar com o sindicato por causa da união e paralisação de vocês”, ressaltou Terto durante a assembleia.


Porto Feliz

Para Terto, o coordenador da subsede de Sorocaba da CUT, que também é diretor do SMetal, "essa vitória dos servidores municipais torna-se referência. Vamos levar esse exemplo também para Porto Feliz, que tem um prefeito (Antônio Cássio Habice Prado (PTB)) que não quer negociar", afirma.


Ele ressalta ainda que os sindicatos filiados à CUT da região são solidários à luta por reajuste e condições mais dignas de trabalho.