Conselheiras ressaltam a luta por políticas públicas contra violência


Emanuela Barros, nova presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, discursa durante a posse nesta quinta-feira, dia 1. Foto: Caroline Gaspari

A nova presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), Emanuela Barros e as demais conselheiras tomaram posse nesta quinta-feira, dia 1, em cerimônia realizada no salão de vidro da prefeitura. Pouco antes, as conselheiras estiveram presentes na sessão da Câmara Municipal de Sorocaba.


Emanuela apresentou as novas integrantes do Conselho e reforçou a importância do Legislativo ter aprovado a elaboração da nova legislação que readequou o Conselho, que é o terceiro mais antigo do país e o primeiro do Estado de São Paulo.


“Vocês participaram ativamente da recriação da lei do Conselho da Mulher, que passa a ser deliberativo e vai pautar as políticas públicas para a mulher sorocabana”, disse.


A abertura da cerimônia de posse contou com apresentação do Baque Mulher. Com auditório cheio, as conselheiras destacaram que o Conselho traz uma grande representatividade de movimentos que reivindicam melhorias e campanhas contra a violência.


Membros do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) gestão 2018/2020. Foto: Caroline Gaspari

O Conselho é dividido em cinco eixos. São eles: saúde, educação, trabalho, diversidade, violência contra a mulher e terceira idade.


As entidades sindicais são representadas no Conselho pela diretora do Sindicato do Vestuário (CUT), Fernanda Vianna e pela suplente, do SMetal, Iara Ruzzinenti Malinski.


Este é o primeiro ano no qual a presidente do Conselho é eleita diretamente pelas conselheiras. Até a gestão passada a escolha era por indicação do poder público.


Leia mais sobre o assunto. Clique aqui.