Temer ataca famílias mais pobres


O governo provisório de Michel Temer quer enviar ao Congresso uma proposta para impedir que uma pessoa receba mais de um benefício social. A informação foi publicado pelo jornal Folha de S. Paulo. Depois de sinalizar que pretende reduzir o número de beneficiários do Bolsa Família, agora a gestão interina busca ampliar ainda mais os prejuízos para as famílias mais pobres.


Caso a medida se concretize, uma família que possui um idoso ou uma pessoa deficiente recebendo o Benefício de Prestação Continuada (BPC), por exemplo, não vai poder receber Bolsa Família, mesmo que a renda continue dentro do perfil do programa, de até R$ 154 mensais por pessoa. "Hoje, é possível receber, simultaneamente, repasses do Bolsa Família, do abono salarial e do seguro-defeso (dado a pescadores). O tema, apesar de polêmico, motiva a área técnica do governo a racionalizar despesas em momento de forte queda de receita", diz a nota da coluna, ignorando o impacto social de uma iniciativa desta natureza.